Com gritos de “Giordana, Giordana, Giordana”, prefeita de Nova Russas é lançada oficialmente pré-candidata à reeleição
Com gritos de “Giordana, Giordana, Giordana”, prefeita de Nova Russas é lançada oficialmente pré-candidata à reeleição
Primeira-Dama e Vice-prefeita de Coreaú são denunciadas pelo Ministério Público Eleitoral por corrupção eleitoral e associação criminosa
Primeira-Dama e Vice-prefeita de Coreaú são denunciadas pelo Ministério Público Eleitoral por corrupção eleitoral e associação criminosa
Deputada Gabriella Aguiar: A Promessa de Renovação na Política de Fortaleza
Deputada Gabriella Aguiar: A Promessa de Renovação na Política de Fortaleza
Leilão realizado pela prefeitura de Pedra Branca acontecerá no próximo dia 19 de julho
Leilão realizado pela prefeitura de Pedra Branca acontecerá no próximo dia 19 de julho
Ministério Público amplia fiscalização dos postos de saúde de Tauá
Ministério Público amplia fiscalização dos postos de saúde de Tauá
João Gomes abre hoje (05) a programação do Festival Quixadá Junino na Praça José de Barros
João Gomes abre hoje (05) a programação do Festival Quixadá Junino na Praça José de Barros
Vereadores de Camocim participam da 12ª Conferência Municipal de Assistência Social
Vereadores de Camocim participam da 12ª Conferência Municipal de Assistência Social
Com Dorgival Dantas, Taty Girl e Waldonys, Quermesse Itajunina promete animar Itapipoca 
Com Dorgival Dantas, Taty Girl e Waldonys, Quermesse Itajunina promete animar Itapipoca 
UVC participa do I Seminário Formativo das Procuradorias da Mulher do Ceará 
UVC participa do I Seminário Formativo das Procuradorias da Mulher do Ceará 
Prefeitura de Pedra Branca entrega certificados do Programa Primeiro Passo e realiza aula inaugural de mais 3 cursos
Prefeitura de Pedra Branca entrega certificados do Programa Primeiro Passo e realiza aula inaugural de mais 3 cursos
previous arrow
next arrow
Notícias Política

Mal entrou em campo, passe de Romário é disputado por candidatos à Prefeitura do Rio

Romario

 

Romário mal entrou em campo e o seu passe já está sendo disputado a peso de ouro. Bastou o ex-atacante da Seleção e atual senador do PSB admitir que cogita ser candidato à Prefeitura do Rio nas eleições de 2016, que seus adversários na disputa demonstraram interesse em fazer alianças — todos de olho nos mais de 4,6 milhões de votos que o Baixinho teve para o Senado, em outubro passado. Evasivo sobre os possíveis acordos, Romário já fala como candidato:

— Não existe prefeito perfeito. E eu, se for prefeito do Rio, também não vou ser perfeito. Mas vou tentar achar uma saída para os problemas.

 

Bola lançada

Candidato do PMDB à sucessão de Paes, o secretário-executivo de Coordenação de Governo, Pedro Paulo, hesita, mas admite o interesse em uma aliança com o Baixinho.

— Não tenha dúvida de que a possibilidade existe. E vamos trabalhar para que ela seja em favor do Rio — afirma.

 

Marcelo Crivella (PRB) também parte para o ataque.

— Confesso que gostaria muito que nossos partidos estivessem juntos, e vou procurar um caminho — avisa o senador, acrescentando que a entrada de Romário na corrida aquece a disputa — Vai dificultar para todos os concorrentes.

Clarissa Garotinho (PR) não nega a possibilidade de parceria — “Temos que avaliar as necessidades do partido”, diz — e Otávio Leite (PSDB) desconversa, dizendo que é cedo para pensar em alianças. Já o deputado Marcelo Freixo (PSOL) afirma que não conversou sobre isso com o senador.

— Acho que se fizer esse movimento (de aliança), estou desqualificando o desejo dele de ser candidato — diz, e acrescenta: — Acho a candidatura ótima. Quando mais candidatos, melhor.

Cauteloso, Jorge Picciani, presidente do PMDB no Rio, evita em falar na aliança. Até porque seu filho Rafael Picciani é um dos nomes cogitados para ser vice na chapa de Pedro Paulo:

— Nunca conversei com Romário, não posso opinar.

Falando do telefone de seu gabinete no Senado Federal, em Brasília, Romário garante não tirar o olho do Rio.

— Não vou dizer que é a melhor cidade do mundo, mas o Eduardo Paes tem feito uma boa administração — elogia Romário.

 

Mas o Baixinho também faz críticas:

— Hospitais não funcionam como deviam e escolas municipais estão abandonadas. Sem falar no salário do professor, que é muito ruim.

Ao declarar sobre que tipo de prefeito seria, o Baixinho resume numa palavra: diferente.

— Eu, particularmente, respeito todos os candidatos. Mas a minha maior vantagem é que o Rio está cansado do mesmo — assinala, e aproveita para fazer uma crítica ao quadro político brasileiro: — Quando se fala em política, é só corrupção, roubo e sacanagem. O povo cansou disso, e com razão. São pouquíssimos aqueles em que se pode confiar.

Questionado sobre a possibilidade de um dia ser investigado, Romário dispara:

— Não faço coisa errada. Toda noite encosto minha cabeça no travesseiro e durmo tranquilo, sabendo que a Polícia Federal não vai bater na minha porta.

Recém-eleito presidente da CPI da Confederação Brasileira de Futebol, o senador garante que a comissão não acabará em pizza.

— Se depender de mim, essa CPI vai até o final.

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar