PT de Ipu anuncia apoio à pré-candidatura de Milena Damasceno à prefeitura do município
PT de Ipu anuncia apoio à pré-candidatura de Milena Damasceno à prefeitura do município
Ministério Público fiscalizará prestação do serviço de energia em Tauá e Arneiroz e dá prazo para Enel explicar problemas
Ministério Público fiscalizará prestação do serviço de energia em Tauá e Arneiroz e dá prazo para Enel explicar problemas
Cartões do Ceará Sem Fome serão entregues em Quixadá nesta sexta-feira (16)
Cartões do Ceará Sem Fome serão entregues em Quixadá nesta sexta-feira (16)
Ministério Público fiscalizará prestação do serviço de energia em Arneiroz e dá prazo para Enel explicar problemas na rede
Ministério Público fiscalizará prestação do serviço de energia em Arneiroz e dá prazo para Enel explicar problemas na rede
Carnaval Infantil vai animar a Praça da Estação em Quixadá
Carnaval Infantil vai animar a Praça da Estação em Quixadá
João Gomes abre hoje (05) a programação do Festival Quixadá Junino na Praça José de Barros
João Gomes abre hoje (05) a programação do Festival Quixadá Junino na Praça José de Barros
Vereadores de Camocim participam da 12ª Conferência Municipal de Assistência Social
Vereadores de Camocim participam da 12ª Conferência Municipal de Assistência Social
Com Dorgival Dantas, Taty Girl e Waldonys, Quermesse Itajunina promete animar Itapipoca 
Com Dorgival Dantas, Taty Girl e Waldonys, Quermesse Itajunina promete animar Itapipoca 
UVC participa do I Seminário Formativo das Procuradorias da Mulher do Ceará 
UVC participa do I Seminário Formativo das Procuradorias da Mulher do Ceará 
Prefeitura de Pedra Branca entrega certificados do Programa Primeiro Passo e realiza aula inaugural de mais 3 cursos
Prefeitura de Pedra Branca entrega certificados do Programa Primeiro Passo e realiza aula inaugural de mais 3 cursos
previous arrow
next arrow
Notícias

Decisão de julgamento da final do Cearense é adiada em uma semana

Ficou para a semana que vem. Os votos dos auditores que definirão as punições a Ceará, Fortaleza, Federação Cearense de Futebol (FCF) e Arena Castelão, em relação à confusão da final do Campeonato Cearense, serão proferidos apenas na próxima segunda-feira (22), a partir das 14 horas. Nesta segunda-feira (15), o relator do processo, Rodrigo Azim, pediu que a votação dos auditores fosse adiada em sete dias, haja vista a complexidade do processo.
– Temos que levar em consideração muitas coisas. Por isso, para proferir o voto de maneira mais justa, para que os meus colegas tenham mais embasamento a partir da minha decisão, pedi essa semana a mais – explicou Azim.

Nivardo Oliveira, proprietário da empresa de segurança que atuou na final do Campeonato Cearense, foi testemunha do processo. Ele foi sabatinado pelos advogados dos clubes, da FCF e da Arena sobre todo o esquema de segurança. Por fim, cada parte apontou sua defesa. Todos se isentaram de culpa. Leão e Vovô concordaram que quem deveria ser punido eram os torcedores responsáveis pelos atos de vandalismo, e não os clubes.
– É a lei do menor esforço. Pune-se os clubes em vez de quem comete a infração. Enquanto Ceará e Fortaleza forem punidos em vez de quem comete a infração, nunca vai mudar essa situação. Grande parte dos culpados estão aí nas imagens. Por que não se vai atrás deles? Pune o Fortaleza. Pune o Ceará. Como se fosse adiantar – afirmou o presidente do Fortaleza, Jorge Mota.
– O Ceará não danificou nenhuma praça esportiva. Não cabe ao clube ser apenado porque um torcedor seu danificou alguma coisa – completou Clarke Leitão, advogado do Ceará.
FCF e Arena Castelão também usaram o mesmo argumento. As entidades, denunciadas ante o artigo 211 do Código Brasileiro de justiça Desportiva, isentaram-se de culpa e afirmaram que “sequer deveriam estar no julgamento”.
Vovô e Leão foram denunciados por infração aos artigos 213 (I, II e III), 219 e 179 (I, II, IV e V) do CBJD. Se condenados, os times cearenses podem perder até 20 mandos de campo e serem multados em até R$ 300 mil. A Federação Cearense de Futebol e a Arena Castelão foram denunciados por infração ao artigo 211 do CBJD, cuja multa pode variar de R$ 100 a R$ 100.000.

Confira o que dizem os artigos da denúncia:

Art. 213. Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: (redação dada pela Resolução CNE nº 29 de 2009).
I – desordens em sua praça de desporto; (AC).
II – invasão do campo ou local da disputa do evento desportivo; (AC).
III – lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo. (AC).
PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).

Art. 219. Danificar praça de desportos, sede ou dependência de entidade de prática desportiva.
PENA: suspensão de trinta a cento e oitenta dias, podendo ser cumulada com multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), além de indenização pelos danos causados, a ser fixada pelo órgão judicante competente.

Art. 179. São circunstâncias que agravam a penalidade a ser aplicada, quando não constituem ou qualificam a infração:
I – ter sido praticada com o concurso de outrem;
III – ter o infrator, de qualquer modo, concorrido para a prática de infração mais grave;
IV – ter causado prejuízo patrimonial ou financeiro;
V – ser o infrator membro ou auxiliar da justiça desportiva, membro ou representante da entidade de prática desportiva;

Art. 211. Deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização.
PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e interdição do local, quando for o caso, até a satisfação das exigências que constem da decisão.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar