TETO passará a atuar no Ceará se for premiada pela Fundação Banco do Brasil
TETO passará a atuar no Ceará se for premiada pela Fundação Banco do Brasil
Justiça condena ex-prefeita de Boa Viagem a mais de 4 anos de detenção por ultrapassar os limites de gastos com folha de pagamento
Justiça condena ex-prefeita de Boa Viagem a mais de 4 anos de detenção por ultrapassar os limites de gastos com folha de pagamento
Município de Icó fica entre as 30 cidades com possibilidade de consumo bilionário em 2024
Município de Icó fica entre as 30 cidades com possibilidade de consumo bilionário em 2024
Prefeitura de Canindé fortalece parceria com Zoológico São Francisco para ampliar Rede de Proteção Animal
Prefeitura de Canindé fortalece parceria com Zoológico São Francisco para ampliar Rede de Proteção Animal
Prefeitura de Quixadá inicia pavimentação da Rua Basílio Emiliano Pinto, na tarde desta segunda (10)
Prefeitura de Quixadá inicia pavimentação da Rua Basílio Emiliano Pinto, na tarde desta segunda (10)
João Gomes abre hoje (05) a programação do Festival Quixadá Junino na Praça José de Barros
João Gomes abre hoje (05) a programação do Festival Quixadá Junino na Praça José de Barros
Vereadores de Camocim participam da 12ª Conferência Municipal de Assistência Social
Vereadores de Camocim participam da 12ª Conferência Municipal de Assistência Social
Com Dorgival Dantas, Taty Girl e Waldonys, Quermesse Itajunina promete animar Itapipoca 
Com Dorgival Dantas, Taty Girl e Waldonys, Quermesse Itajunina promete animar Itapipoca 
UVC participa do I Seminário Formativo das Procuradorias da Mulher do Ceará 
UVC participa do I Seminário Formativo das Procuradorias da Mulher do Ceará 
Prefeitura de Pedra Branca entrega certificados do Programa Primeiro Passo e realiza aula inaugural de mais 3 cursos
Prefeitura de Pedra Branca entrega certificados do Programa Primeiro Passo e realiza aula inaugural de mais 3 cursos
previous arrow
next arrow
Notícias

Naumi Amorim – Empreendedor de sucesso


Vencedor. É o melhor adjetivo para qualificar o empreendedor Naumi Gomes de Amorim, 40 anos, natural de Tauá, na árida região dos Inhamuns. De vendedor de tomates a bem sucedido empresário, com três fábricas, das quais duas em Caucaia, gerando quase 200 empregos diretos e mais de mil indiretos.

A vida não foi fácil para esse jovem, retirante da seca, que aos 15 anos foi para Goiás atrás do sonho de oportunidades, que lhe assegurassem uma vida melhor e condições de sustento para sua família – pais e irmãos. Antes, porém, trabalhou na roça, descascou mandioca em um fábrica de farinha, prestou serviços em fábrica de doces e de gesso.

A saga do menino pobre passa pela feira de Parambu, para onde se mudou com a família aos cinco anos de idade. Ali vendeu macaúba, macaxeira, ata, perfumes e roupas. Independente, aos nove anos montou um carro para vender doces nas ruas da cidade, nas portas de escolas e clubes, onde Naumi ainda foi engraxate. Aos 14 anos, o já adolescente montou uma banca de frutas, que comprava na cidade de Picos (PI) para onde ia às madrugadas de toda quinta-feira em cima de um caminhão.

A pobreza da família não garantiu ao menino nem mesmo vestimentas. Andou nu até seis anos de idade, quando passou a usar roupas velhas do pai e dos irmãos mais velhos, que eram reaproveitadas.

Visionário, o garoto decidiu procurar melhorias em outras cidades. Aos 15 anos de idade, convenceu o pai a deixá-lo tentar o futuro em Goiás. Com a benção dos pais, saiu de casa levando um saco e meio de feijão, um frito preparado pela mãe para comer durante a viagem, e um cruzeiro para a passagem. O sonho de Naumi era ganhar dinheiro e ajudar a família.

Carregava o sonho em cima do pau de arara. Durante o percurso, dividiu o frito com viajantes. A fome logo bateu à sua porta. Como não tinha mais dinheiro, passou três dias sem comer. Apesar das adversidades, nunca desistiu. Recebeu apoio de parentes em Goiás. Além de acomodações, os parentes pagaram-lhe passagens de Anápolis a Goiânia e de lá até a cidade de Rio Verde, onde se tornou “galego” (vendedor de porta em porta). O apurado dos primeiros meses de trabalho mandou para a mãe. O dinheiro, enviado pelos Correios, demorou 30 dias para chegar ao destino: Parambu.

Sem medo do trabalho duro, Naumi foi conquistando clientes e aos 17 anos comprou o primeiro carro e a casa. Em seguida, adquiriu um caminhão e passou a vender atacado para os outros “galegos”. A mercadoria, ele comprava em São Paulo. Pai de cinco filhos, ficou no ramo do atacado até os 30 anos de idade, quando decidiu voltar ao Ceará.

Voltou para a terra natal onde conheceu Érica, com quem se casou e tem dois filhos. A esposa está grávida do terceiro. Naumi instalou-se em Caucaia, onde tem duas empresas. A terceira fica em Manaus (AM).

Da infância simples e humilde, o empreendedor Naumi Amorim guarda o amor e dedicação à família e respeito por sua terra e sua gente. Aos amigos e familiares lembra que sempre acreditou em seus sonhos e que eles são realizados com trabalho, honestidade e ajuda de Deus. “A gente precisa ter fé, pois Deus nos dá força para lutar e conseguir chegar onde deseja”, ensina.

1 comentário
  1. Menezes 7Conjunto Ceará 9 anosatrás
    Responder

    Uma historia de um homem vencedor. Parabens Naumi !

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar