Governo do Estado anula Eleição da Policlínica em Icó por suspeita de fraude

A eleição para escolha da presidência do Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Icó, no Centro-Sul, foi anulada pelo Governo do Estado, nesta quarta-feira (13), por suspeitas de fraude no processo.

A escolha aconteceu no último dia 11 de outubro, com a presença dos sete representantes dos municípios integrantes do grupo (Baixio, lpaumirim, Umari, Lavras da Mangabeira, Cedro, Orós e Icó).

“Na ocasião, declarou-se vencedor o Município de Baixio, por 07 votos a 06, sendo que o peso de 05 votos do Estado do Ceará foi para o Município de Baixio, além do próprio voto desse ente e do voto do Município Cedro, sendo que os demais municípios votaram em Umari, inclusive Icó, que possui o peso de 02 votos”, destaca ofício assinado pelo secretário da Saúde do Ceará, Marcos Gadelha.

Ainda conforme o documento, “a equipe técnica transmitiu dados equivocados” ao secretário da Saúde, conduta que está sendo investigada.

  • “Houve empate entre os Municípios de Baixio e de Umari nos Índices de Mortalidade Infantil e de Mortalidade Materna, havendo o desempate no critério relativo ao percentual de recursos próprios aplicados em saúde, obtido no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde”, explica.

Desta forma, o voto do Estado foi para o município de Baixio – parecer que foi anulado pela decisão assinada hoje (13).

Segundo o documento, uma nova Assembleia deve ser convocada, em até 72 horas, entre os municípios do Consórcio.

(DO PORTAL OPINIÃO).

Últimas Notícias