Síndrome do Vice

Sobre carta que circulou na véspera do Dia dos Namorados parece dor de coração partido. Quem senta na cadeira não quer sair. Embora tenha fórum para chorar as mágoas sobre entregar o que não lhe pertencia, já que Filizola não foi eleito para ser Presidente da Fecomercio, o vice não teve quórum nas reuniões estabelecidas para tal. Aí decidiu usar a imprensa para isso. Lamentável.

Coisa de Vice

Lamentável carta do vice presidente que ocupava o cargo de presidente interino da Fecomercio. O presidente eleito retorna e o vice não quer sair da cadeira. As decisões sobre gestão da instituição tem fórum estabelecidos. O que o vice nunca teve foi quórum. Perdendo para a grande maioria e usando da visibilidade que teve no cargo, achou que poderia usar os meios de comunicação para isso. É, lamentável.

“Se quiser conhecer o caráter de uma pessoa, dê poder a ela. Ou melhor, tire”. A frase de Abraham Lincoln nunca foi tão mencionada essa semana em grupos empresariais, após carta de desabafo veiculada pelo WhatsApp na véspera do Dia dos Namorados pelo vice presidente da Fecomércio. Estando presidente da Fecomércio, Mauricio Filizola, o vice, ficou magoado com a volta do presidente eleito. Com tantos assuntos cruciais nessa pandemia, pouparia a sociedade e os empresários do comércio se a carta de natureza particular tivesse sido entregue aos Correios.

Últimas Notícias

Falamansa lança single e clipe...

A Falamansa lança o single...


Obra de Cinema em Canindé recebe...

Nas décadas de 1970 e 1980,...


Cartel em postos de combustíveis é...

O Ministério Público do...