CEO em Mombaça: mais um Órgão que não funciona

Na sessão do legislativo realizado dia 29 de abril, o presidente da Casa, vereador Francisco Teixeira Filho (PP), cobrou esclarecimentos da administração municipal sobre o não funcionamento do Centro de Especialidades Odontológicas – CEO. 
Segundo o parlamentar, o município recebeu do Ministério da Saúde a importância de R$ 40.000,00 para implantação do programa de especialização odontológica no município e este serviço não está sendo oferecido à população.
Para o vereador Chico Filho, mesmo com o recebimento destes recursos o Centro Odontológico é mais um órgão público em Mombaça que não presta serviço à população. O presidente destacou ainda, que será necessário esclarecimentos por parte da Secretaria de Saúde do Município no que se refere prestação de contas deste recurso, na documentação enviada a Câmara Municipal não existe no ano de 2006 nenhum documento que comprove as despesas realizadas com a implantação do CEO.
Ele informou que o município de Mombaça emitiu 04 cheques com valores de R$ 19.444,75; R$ 13.510,00; R$ 3.000,00; R$ 2.606,49. Os cheques emitidos perfazem valores que não contabilizam o total de recursos enviados e o mais grave é que o município não oferece os serviços que deveriam ser prestados a população.
Os centros odontológicos deveriam ser uma das frentes de atuação do Brasil Sorridente. Cada Centro de Especialidade odontológica credenciado passa a receber recursos do Ministério da Saúde, de acordo com o que está definido pela Portaria Nº. 599/GM de 23 de março de 2006.
De acordo com informações do presidente da Câmara de Mombaça, Vereador Chico Filho, além do município não ter enviado como gastou os recursos ainda está perdendo o dinheiro que deveria está chegando todos os meses no município (TIPO I).

Últimas Notícias

Campus de Cratéus debate revisão do...

Assembleias ocorrem nos dias...


Síndrome do Vice

Sobre carta que circulou na...