Deputado Mauro Filho critica projeto que limita tributação dos combustíveis

De acordo com o deputado federal que é professor do curso de Economia da UFC, a proposta retira dinheiro de municípios e estados, beneficiando bancos e fundos de pensão, sem baixar o preço do produto na bomba.

Tramita na Câmara Federal o Projeto de Lei Complementar (PLP 18/22) que classifica os combustíveis e energia como itens essenciais para limitar a tributação, na tentativa de diminuir o preço dos combustíveis na bomba, medida considerada errada pelo deputado federal Mauro Filho (PDT/CE). 

“Mais uma tentativa de enganar a população. Reduzir imposto jamais baixou preço do combustível, retira R$ 80 bi de estados e municípios (educação/saúde) e entrega ao capital financeiro. Precisa mudar a politica da Petrobrás atrelada ao barril internacional e a oscilação do dólar”, comentou o deputado no Twitter.

Em discurso na Câmara Federal durante sessão deliberativa na noite desta terça-feira (25), Mauro Filho adiantou que a Petrobrás irá realizar mais um ajuste no valor do diesel de 11,2% previsto para junho. Recentemente, o parlamentar também criticou a atual formação do Conselho de Administração da Petrobrás. “O Governo perdeu um membro para o Capital Financeiro, que aumentou seu poder pra continuar a atual politica de preços que beneficia só prejudica a população”.

Últimas Notícias

Programa Crescer Saudável em Tauá...

Na manhã de hoje (28), a...


AL debate atraso de medicamentos...

A Comissão de Seguridade...


Prefeitura Municipal de Boa Viagem...

Nos dias 25, 26 e 27 de...


Prefeito Antônio Almeida anuncia...

O PSD Ceará ganhou mais um...