CAMOCIM: Vereador Erasmo tem mandato cassado após 17 denúncias

Por quebra de decoro parlamentar e ausência de ética, a Câmara de Camocim cassou, em Sessão Extraordinária realizada no final da tarde desta quarta-feira (26), por 13 votos a 2, o mandato do vereador Erasmo Gomes (PSL). O processo continha 17 denúncias. 

Pelo mesmo placar, Erasmo já havia sido cassado no último dia 28 de agosto de 2019, porém, por força de liminar, conseguiu permanecer no cargo. Ocorre que a liminar havia anulado apenas a parte final do processo.   

Todo o procedimento inicial, realizado pela Comissão Especial Processante, foi considerado legal. O juiz determinou apenas que a Câmara Municipal remarcasse dia, hora e lugar para ouvir as testemunhas que não tinham sido ouvidas ainda. 

Erasmo, que se escondeu das notificações, no intuito de tumultuar o procedimento, ainda tentou suspender o julgamento, mas teve liminar negada pelo Juiz Thales Pimentel Sabóia. Na decisão, o magistrado deixa claro que a tramitação do processo disciplinar ocorreu dentro da legalidade. Erasmo não compareceu à sessão. 
fonte: Camocim on-line

Últimas Notícias

Prefeito eleito Régis Carneiro vai à...

Na noite desta terça-feira...


MPCE e UECE promovem aula inaugural do...

A aula inaugural do Mestrado...


Hospital Municipal de Parambu adquire...

O município de Parambu...