ICÓ: Eleições municipais de 2020 já agitam bastidores do poder político

O vereador da bancada de oposição a gestão Laís Nunes, Gilberto Barbosa, anunciou na última quinta-feira (28) que o vereador Marconiêr Mota estaria de volta aos quadros do Grupo dos Nunes em Icó e, agora, faria parte do bloco da situação.

A notícia repercutiu muito nos bastidores da política icoense, vez que o professor e vereador Marconiêr Mota, já está no terceiro mandato consecutivo na Câmara de Vereadores de Icó, é um líder político influente, formador de opinião e muito respeitado na cidade.

Mota é cunhado do ex-prefeito e líder político Neto Nunes. Divergiu do grupo dos Nunes nas últimas eleições estaduais e fez opção por votar em candidatos diferentes da orientação da bancada da prefeita Laís Nunes.

Durante esse período de afastamento, chegou a ser candidato à presidência da Câmara Municipal, em disputa com seu cunhado Fernando Nunes, mas não obteve êxito.

Educado e sempre cauteloso com as palavras, o vereador Marconiêr Mota se ausentou dos grandes debates nos últimos meses, deixando em compasso de espera, a expectativa se estaria retornando ao bloco da situação ou se seguiria carreira solo.

Após cobranças de opositores ao Palácio da Alforria, Marconiêr Mota rompeu o silêncio e publicou uma nota na quinta-feira a noite. Economizou nas palavras, mas de forma inteligente, demonstrou facilmente que falta coerência a oposição para lhe cobrar sua posição do que seja.

No texto publicado, a pista foi exposta do caminho que o parlamentar deverá seguir: “Vamos aguardar os acontecimentos e nenhuma possibilidade está descartada, desde que seja em favor do povo, como tenho feito”.

LEIAM A NOTA DO VEREADOR: 

Lamentavelmente os plantonistas da política local se antecipam sem ouvir antes.

Não autorizei NINGUÉM a falar em meu nome.

Não devo satisfação a Jaime Júnior e a seus seguidores.

Não se ganha aliados e eleição com esse tipo de comportamento, distante 1 ano e meio para as eleições municipais.

Enquanto muitos estavam longe dos problemas do povo, EU tive a coragem de:

1. Ficar a favor dos professores;

2. Ser candidato a presidente da Câmara pela oposição, mesmo sem apoio de alguns;

3. Votar e trabalhar para candidatos a deputados que não fossem da política local.

Vamos aguardar os acontecimentos e nenhuma possibilidade está descartada, desde que seja em favor do povo, como tenho feito.

Querem ganhar a eleição de 2020 no grito, começaram errado. Refaçam os caminhos.

Quem afirma o que não sabe, tem que provar!

Marconiêr Chagas Mota – Vereador

Últimas Notícias

Governo do Ceará lança o Projeto São...

O governador Camilo Santana,...


CANINDÉ: Prefeita assina liberação...

Na manhã de terça-feira...


Prefeito eleito Régis Carneiro vai à...

Na noite desta terça-feira...