ICÓ: A coordenadora da Vigilância Epidemiologia icoense Rebeca Costa foi selecionada para apresentar um artigo de epidemiologia em Brasília

 

O conteúdo com base na epidemiologia de campo trata da coccidioidomicose, uma infecção causada pelo fungo Coccidioides immitis que geralmente afeta os pulmões.

Se for leve, a infecção pulmonar causa sintomas parecidos com os da gripe e, por vezes, falta de ar; se for severa e progressiva a infecção pode piorar e se espalhar pelo corpo, causando vários sintomas, inclusive na pele, e pode ser fatal.

Rebeca analisou os casos que ocorrem no Icó, já que a doença embora rara é registrada com maior frequência no Nordeste do Brasil.

Além do artigo elaborado pela coordenadora da Vigilância Epidemiologia icoense, foram escolhidos projetos do Crato, São Gonçalo do Amarante e da nossa capital, Fortaleza.

“Meu trabalho foi selecionado devido a ser egressa do EpiSUS fundamental, onde o Ceará é pioneiro no cenário nacional”, comentou Rebeca.

Ela representou a saúde icoense neste evento
realizado na Secretaria Estadual da Saúde.

Competência é isso! Valeu Rebeca!

Últimas Notícias

Mais um projeto da deputada Aderlânia...

Aprovado projeto de lei de...


Câmara Municipal de Tauá realiza...

Nesta segunda-feira, dia 17,...


Prefeitura compra moderno Raio-X para o...

A Administração Parambu...


Agentes Comunitários de Saúde...

Agentes Comunitários de...