Assembleia aprova projeto da deputada Aderlânia Noronha para prevenir suicídio

A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou, nesta quinta-feira (14), o Projeto de Indicação 105/17, de autoria da deputada Aderlânia Noronha (SD), que cria o Plano Estadual de Valorização da Vida.

O objetivo do plano é identificar sintomas, acompanhar e tratar pessoas que apresentem sinais de transtorno mental ou psicológico, minimizando a evolução dos quadros que podem chegar ao suicídio, além de criar e manter, continuamente, um sistema telefônico gratuito para atendimento, 24 horas por dia, às pessoas em quadro depressivo.

“Tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que alguém próximo está com ideias suicidas”, analisou a parlamentar.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), nove em cada dez suicídios no mundo estão relacionados com alguma patologia de ordem mental diagnosticável e tratável. Aderlânia Noronha afirmou ficar impactada com os números da OMS referentes aos casos de suicídio, destacando a necessidade do acesso a orientações para que todos possam saber como agir na prevenção. “O projeto traz duas afirmações fortes: nós precisamos falar sobre o suicídio e de políticas públicas efetivas de prevenção ao suicídio. Estas são nossas bandeiras, porque o número desta prática vem crescendo e hoje estão alarmantes. Em 2009, o Ceará era o nono estado em número de suicídio e, hoje, ele está em quinto lugar”, declarou a deputada.

Em apoio ao plano, os órgãos envolvidos utilizarão a campanha nacional “Setembro Amarelo”, com o objetivo de potencializar as ações continuamente desenvolvidas pelo Poder Executivo em prol da vida, com a intensa divulgação das diretrizes do Plano, a fim de ampliar o seu alcance e sensibilizar a população quanto à valorização da vida e combate ao suicídio.

EM TEMPO

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) realizou, em abril deste ano, um seminário de lançamento do projeto “Vidas Preservadas – O MP e a sociedade pela prevenção ao suicídio”. Esta iniciativa, uma ação conjunta dos Centros de Apoio Operacional da Cidadania, da Infância e Juventude, do Meio Ambiente e Criminal do MPCE (CAOCidadania, CAOPIJ, CAOMACE e CAOCRIM), pretendeu promover uma abordagem intersetorial do tema para que, a partir dela, fossem traçadas estratégias de atuação do Ministério Público pela prevenção ao suicídio, com a colaboração de diversos órgãos e entidades.

Últimas Notícias

Começa a Festa de São Francisco de...

Com o tema “Senhor faz-me...


13 mil alunos da rede municipal de...

A Secretaria Municipal de...


MPCE expede recomendação sobre uso de...

O Ministério Público do...


Campanhas eleitorais crescem em todo o...

Considerada uma campanha...