Tauá tem pior ano no desempenho em geração de emprego dos últimos anos

Com saldo negativo de 93 postos de trabalho fechados no período de outubro de 2016 até outubro de 2017, Tauá tem o pior ano em geração de empregos dos últimos anos.

Segundo o presidente da CDL, Ailton Maciel, que fez uso da tribuna da Câmara Municipal de Tauá na noite de segunda-feira, 13, o município vem perdendo na geração de empregos consequente o fechamento de postos de trabalho e cada dia mais devido às altas taxas cobradas pelo IPTU e alvará, este último que cresceu quase 600%, prejudicando o setor comercial em geração de empregos e a manutenção de seu negócio por pequenas e médias empresas.

“Nosso município com o comércio positivo já foi considerado forte na geração de empregos no estado. Lembro ainda que só nesse período de um ano, foram desempregadas 252 pessoas com carteira assinada em nosso Tauá, sem contar os sem registro em carteira, que deve chegar a mais uma casa de centenas”, disse Ailton Maciel.

A falta de políticas públicas eficaz e falta de subsídios para investidores locais pela atual gestão que promova o investimento do empresário para a geração de empregos em Tauá é uma das principais causas do município estar registrando queda, o que desagrada a classe comercial e prejudica a criação de novos empregos.

Últimas Notícias

Érika Amorim apoia isolamento social...

A deputada Érika Amorim...


UPAs estaduais iniciam tratamento com...

“Bem melhor de respirar....


FUNASA implanta projeto piloto de...

O Governo Federal, por meio...