Prefeitura de Choró punirá funcionário público que utilizar redes sociais durante horário de expediente

O prefeito Marcondes Jucá, do município de Choró, pretende valorizar cada centavo dos contribuintes desta pequena cidade do Sertão Central, que tem pouco mais de 13 mil habitantes e menos de 300 servidores municipais.

Em seu primeiro mandato como prefeito, em 60 dias notou um vício prejudicial ao empenho dos funcionários, o uso excessivo das redes sociais, no horário de expediente.

“Com o olho grudado no celular o servidor não dá atenção a quem procura as repartições públicas. A população fica irritada. O rendimento do serviço também cai de produção”, falou o prefeito.

Por esses motivos Marcondes Jucá está estabelecendo uma regra no Município. “Quem for flagrado utilizando celular ou outro equipamento no WhatsApp e no Facebook, será suspenso do serviço”, adverte.

Conforme anunciou o prefeito, a norma, pretende punir com desconto no salário de até três dias, devendo começar a ser aplicada Ja no mês de março. Primeiro é preciso divulgar amplamente para ninguém reclamar que não foi avisado. “Fui eleito pelo meu povo para representá-los. Farei isso, mesmo que a medida desagrade alguns. Quem for consciente vai entender”, ressaltou.

Últimas Notícias

Oriel Nunes Filho voltará a Assembleia...

O jovem agropecuarista e...


ICÓ: Reunião de planejamento define...

Frei Cassiano e sua equipe...


TAUÁ: Patrícia Aguiar se reúne com...

A prefeita eleita de Tauá,...


Governo do Ceará vai distribuir...

Os alunos do ensino público...