Prefeitura de Choró punirá funcionário público que utilizar redes sociais durante horário de expediente

O prefeito Marcondes Jucá, do município de Choró, pretende valorizar cada centavo dos contribuintes desta pequena cidade do Sertão Central, que tem pouco mais de 13 mil habitantes e menos de 300 servidores municipais.

Em seu primeiro mandato como prefeito, em 60 dias notou um vício prejudicial ao empenho dos funcionários, o uso excessivo das redes sociais, no horário de expediente.

“Com o olho grudado no celular o servidor não dá atenção a quem procura as repartições públicas. A população fica irritada. O rendimento do serviço também cai de produção”, falou o prefeito.

Por esses motivos Marcondes Jucá está estabelecendo uma regra no Município. “Quem for flagrado utilizando celular ou outro equipamento no WhatsApp e no Facebook, será suspenso do serviço”, adverte.

Conforme anunciou o prefeito, a norma, pretende punir com desconto no salário de até três dias, devendo começar a ser aplicada Ja no mês de março. Primeiro é preciso divulgar amplamente para ninguém reclamar que não foi avisado. “Fui eleito pelo meu povo para representá-los. Farei isso, mesmo que a medida desagrade alguns. Quem for consciente vai entender”, ressaltou.

Últimas Notícias

Domingos Neto reúne 30 prefeitos em...

Trinta municípios cearenses...


Boa Viagem projeta Centro de...

Na tarde de ontem, 08, a...


CANINDÉ: Prefeitura pretende...

O Secretário de Finanças...


Prefeitura de Boa Viagem avança na...

A prefeitura municipal de...