Monsenhor Tabosa: Jeová Madeiro faz avaliação positiva da gestão 2013/2016 e fala da expectativa para o novo mandato

O médico Francisco Jeová Sousa Cavalcante (Jeová Madeiro), 34 anos, reeleito prefeito do município de Monsenhor Tabosa/CE, com 54,89% dos votos, concedeu entrevista a Dorismar Rodrigues, responsável pelo portal Página Aberta, onde avaliou de forma positiva seu primeiro mandato e falou da sua expectativa e medidas que pretende tomar para o novo governo que inicia em janeiro.

Jeová obteve expressiva votação, recebeu 6.279 votos e figurou entre os poucos candidatos a prefeito que conseguiram ser reeleito no Estado do Ceará em 2016, dos 105 prefeitos que concorreram à reeleição apenas 42 alcançou êxito. Além disso, Jeová irá governar tendo a seu favor absoluta maioria na Câmara Municipal, dos 11 parlamentares eleitos, 2/3, equivalente a 07 vereadores pertencem ao seu bloco político.

ENTREVISTA:

Página Aberta: Como você avalia a gestão 2013/2016?

Jeová: Em minha opinião a gestão 2013/2016 foi uma gestão vencedora, em vista dos obstáculos que nós enfrentamos.

De uma forma geral quando eu avalio, percebo que conseguimos crescer muito mesmo em meio à seca e a crise econômica. De início enfrentamos várias inadimplências deixadas pelo ex-gestor, como: funcionalismo público, empréstimos consignados, vários precatórios que tivemos que pagar, recentemente soube de uma dívida enorme que o município tem com o INSS, gerada nos anos de 2011 e 2012, e nós vamos ter que lidar com mais essa dívida.

Com tudo isso, colocamos o pagamento do funcionalismo em dia, quitamos dívidas e implantamos várias obras. Levando em consideração esses aspectos e o que conseguimos fazer durante esses quatro anos, essa gestão foi vencedora! Isso traz para mim uma perspectiva de um futuro mais promissor.

Página Aberta: Pretende realizar mudanças no quadro de secretários?

Jeová: Vamos fazer algumas mudanças necessárias, mas a base será preservada com certeza. A principal mudança que pretendo fazer nesses próximos quatro anos será melhorar o meu perfil como gestor, no sentido de estar mais presente, cobrando mais, para que seja dado melhor atendimento as pessoas.

Página Aberta: O que deve marcar permanentemente o novo governo?

Jeová: Quero focar em quatro importantes obras e que quero deixar como marco de minha gestão nesse segundo mandato.

O hospital que será totalmente reformado e ampliado; A construção de um passeio público, cujo projeto está sendo concluído; A entrega da Escola Técnica Profissional, onde a obra já está em pleno andamento, e a pavimentação asfáltica da CE que liga Livramento a sede do município.

Isso não impede a realização de outras ações que também são importantes, como: mais calçamento, asfalto, UBS, ambulâncias, etc. Tudo isso faz parte de um pacote de ações que pretendemos desenvolver.

Página Aberta: Qual será o principal diferencial da nova gestão?

Jeová: A nova forma de trabalhar, dando um tramitar melhor a todas as secretarias, de forma mais organizada, inclusive melhor atendimento e retorno ao público para que este se sinta mais satisfeito. Também estarei focando no meu perfil como gestor, incentivando o funcionário público a trabalhar mais motivado e dar o melhor de si, por outro lado cobraremos mais em termos de qualidade no serviço.

Página Aberta: Manterá o mesmo slogan – Construindo a Terra de Todos Nós?

Jeová: sim, com certeza!

Página Aberta: O Sr. não será mais candidato nas próximas eleições municipais, como imagina o futuro político do grupo?

Jeová: Já tive pensando sobre isso, mas ainda acho cedo para falar a respeito. A política é muito dinâmica, ela muda bastante, ninguém sabe o que pode acontecer nesse período de quatro anos. Asseguro que vou trabalhar bem mais e com uma eficiência bem melhor, pautado nesse trabalho é que colhemos os frutos da política, assim foi na última eleição, o povo viu esse trabalho e soube reconhecer.

“Com certeza a pessoa que virá me suceder será uma pessoa da minha confiança, uma pessoa que eu acredito que fará um trabalho tão bom ou melhor que o meu, então baseado nesse trabalho é que nós vamos vê um nome para apoiar, uma pessoa responsável, eficiente, trabalhadora, para que Monsenhor Tabosa continue crescendo”.

Página Aberta: Com a experiência adquirida, pretende governar com mais austeridade a nova gestão?

Jeová: Acho essa palavra (austeridade) um pouco forte, eu diria que estarei mais presente nos setores, acompanhando mais de perto o funcionamento e as ações. Sem dúvida a experiência conta muito para lidar com todas as áreas pertinentes ao funcionamento da gestão, o que me dá mais tranquilidade em relação aos próximos 4 anos.

Página Aberta: Manterá o calendário de pagamento dos servidores?

Jeová: Sim, com certeza isso é uma questão de honra que tenho com os servidores.

Página Aberta: Como você avalia a PEC 55 e a possibilidade dos cortes nas políticas sociais?

Jeová: O Brasil passou muito tempo numa grande corrupção e agora está colhendo os frutos, infelizmente a verdade é essa. A PEC 241 ou PEC 55 são medidas amargas que o governo tem que recorrer – necessárias de um lado, confusas de outro… (existem interesses)… Uma coisa é certa: a ponta quebra no município, porque essa proposta praticamente congela o orçamento para saúde e educação nos próximos anos, isso não é nada bom.

Página Aberta: O que o taboense pode esperar do prefeito reeleito e da nova gestão?

Jeová: Um prefeito mais experiente, mais ativo, que vai dar continuidade aquilo que foi bom e aperfeiçoar aquilo que não foi tão bom. O taboense pode esperar um crescimento muito maior do município.

REPATRIAÇÃO

O prefeito admitiu que o recurso da repatriação que beneficiou todos os municípios brasileiros, chegou em boa hora, ajudando a cobrir algumas despesas de fim de ano. Monsenhor Tabosa recebeu R$ 1.030.633,87.

CRISE HÍDRICA

O prefeito lembrou que a pouca quantidade de água existente no reservatório que abastece a cidade (3,60%) está incomodando o taboense, mas que a gestão em parceria com a Cogerh alocou 10 poços profundos que serão perfurados nos próximos dias e ligados ao sistema de abastecimento da Cagece. Dessa forma pretende minimizar a crise hídrica que o município começa a vivenciar.

ANIVERSÁRIO DO MUNICÍPIO

O prefeito parabenizou o município de Monsenhor Tabosa pelos seus 65 anos. “Nos últimos 4 (quatro) anos não tivemos ainda o que Monsenhor Tabosa merece, mas tivemos um avanço, temos consciência de que o município está melhorando, que as coisas de uma forma geral estão crescendo. Tenho maior orgulho de ser taboense e mais ainda de trabalhar pelo nosso município e ver que essa terra está crescendo”.

Reportagem: Dorismar Rodrigues

Últimas Notícias