Jorge Mota indica seu candidato à presidência do Fortaleza

O torcedor do Fortaleza pode conhecer, nos próximos dias, mais um candidato à presidência do clube para o biênio 2017/2018.

Depois do anúncio de que Alexandre Borges irá concorrer, o atual diretor de Planejamento, Evangelista Torquato, pode ser indicado como candidato de continuidade da atual gestão.

A indicação foi feita pelo atual presidente Jorge Mota. O mandatário leonino fez uma publicação em seu perfil no Facebook indicando que Evangelista é o melhor nome para ocupar seu lugar.

“Tenho evitado postar porque respeito o momento e as opiniões e sei que estamos, todos nós, ainda sentidos pelo não acesso. Nesse momento entendo que o melhor nome para concorrer à presidência é do Evangelista. Espero que consigamos superar a dor pelo não acesso e continuar lutando em busca desse objetivo, juntos, seja quem for o presidente eleito em 03.12 e meu candidato chama-se Evangelista Torquato”, afirmou Jorge Mota.

O atual presidente fez ainda, em tom de despedida, um balanço de sua gestão nos anos que comandou o clube, relembrando todas as conquistas e avanços obtidos. Mesmo assim, trocaria tudo pelo objetivo principal: o acesso.

“Digam o que quiserem, mas só não podem tirar de mim o que consegui. Em 2000, quebramos um tabu de 7 anos e iniciamos a década de ouro, além de chegarmos à série A. Nesses dois últimos anos vencemos os 02 estaduais, evitando um penta do Ceará. Avançamos em todos os sentidos na esfera administrativa, organizando o clube e preparando-o para o futuro, com o resgate da marca, inauguração da loja do Pici, dentre outras realizações”.

“Muitos dirão, trocaria tudo pelo acesso. Eu também, mas para se chegar ao acesso precisamos enfrentar essas competições: cearense, CN e CB e acima de tudo, controlar as emoções. Não levei o time à série C, alias esse será o 14 ano que vamos disputar a C, estranho, muito estranho, mas é verdade. E, por isso, já sofri mais do que qualquer, mas a vida continua”, finalizou.

Veja na íntegra a postagem de Jorge Mota

Tenho evitado postar porque respeito o momento e as opiniões e sei que estamos, todos nós, ainda sentidos pelo não acesso. Nesses dois últimos anos, respirei Fortaleza e tentei, ah como eu tentei, esse acesso. Mas não consegui, pelos desígnios de Deus.

Nesse momento entendo que o melhor nome para concorrer à presidência é do Evangelista.

Digam o que quiserem, mas só não podem tirar de mim o que consegui. Em 2000, quebramos um tabu de 7 anos e iniciamos a década de ouro, além de chegarmos à série A. Caímos para a B e retornamos a A. Em 2010, ano do tetra, fui presidente por 30 dias, na suspensão do Renan.

Nesses dois últimos anos vencemos os 02 estaduais, evitando um penta do Ceará. Quebramos uma sequência de 13 jogos do Ceará. Fizemos, esse ano, a melhor campanha na CB desde 2001; avançamos em todos os sentidos na esfera administrativa, organizando o clube e preparando-o para o futuro, com o resgate da marca, inauguração da loja do Pici, dentre outras realizações. Muitos dirão, trocaria tudo pelo acesso. Eu também, mas para se chegar ao acesso precisamos enfrentar essas competições: cearense, CN e CB e acima de tudo, controlar as emoções.

Não levei o time à série C, alias esse será o 14 ano que vamos disputar a C, estranho, muito estranho, mas é verdade. E, por isso, já sofri mais do que qualquer, mas a vida continua.

Espero que consigamos superar a dor pelo não acesso e continuar lutando em busca desse objetivo, juntos, seja quem for o presidente eleito em 03.12 e meu candidato chama-se Evangelista Torquato. E repito o que postei inúmeras vezes “não há mal que nunca se acabe”. Deus, Senhor de Todas as Decisões, Sempre no Comando.

Fonte: Jornal O Povo

Últimas Notícias