Aderlânia Noronha denuncia CAGECE por falta de água em Parambu

A deputada estadual Aderlânia Noronha (Solidariedade) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão de quarta-feira (14), para denunciar a situação de calamidade pública em Parambu, no sertão dos Inhamuns, provocada pela falta de abastecimento de água pela CAGECE. Disse que o governo do Estado construiu a adutora para abastecer o município, mas que mal chegou a funcionar porque a água acabou.

O tema foi abordado também por outros parlamentares da oposição e da base aliada do governo. Aderlânia criticou que “a perfuração de poços é insuficiente e, ainda por cima, a ligação não é feita. Isso não pode acontecer. O serviço fica pela metade, o que demonstra descaso e deixa a população entregue à própria sorte em um serviço essencial, que é o abastecimento de água”.

Ela enfatizou, em seu pronunciamento, que há muito tempo não chega uma gota d’água nas torneiras das casas, “mas a conta, todo mês, está sendo enviada pela CAGECE. Quer dizer, além do sofrimento pela falta d’água, a população ainda está pagando a conta por um serviço que simplesmente não existe.” – indignou-se a parlamentar.

Aderlânia Noronha ressalva que a Prefeitura de Parambu está fazendo a sua parte, perfurando poços com a devida ligação elétrica, construindo a adutora e a rede de distribuição. Segundo ela, a meta da prefeitura é construir 100 poços profundos, com recursos próprios do município. “E essa meta está avançada. Vários distritos já estão recebendo o abastecimento” – garante.

Últimas Notícias