Quiterianópolis completará 28 anos de Emancipação Política

O nome Quiterianópolis é uma homenagem à senhora Quitéria de Lima, doadora da área onde está situada a sede deste município

Dia 4 de junho, Quiterianópolis completa 28 anos de Emancipação Política. Desde sua independência administrativa, em 1987, esta cidade que nasceu à margem direita do Rio Poti, cresce e se desenvolve abençoada por Deus e sua padroeira Nossa Senhora da Conceição.
O nome Quiterianópolis é uma homenagem à senhora Quitéria de Lima, doadora da área onde está situada a sede deste município. Era uma mulher forte, de bravura reconhecida e que contribuiu de forma primordial para o surgimento deste povoado que hoje é cidade. Foi Quitéria de Lima, que em 1778, viajou ao município de Castelo do Piauí e pediu permissão para iniciar a construção da capela que hoje é a Igreja Matriz da Cidade.
O santuário foi construído em homenagem a Nossa Senhora da Conceição e partir de então, as famílias do povoado tiveram um canto sagrado para praticar suas devoções. Mas até chegar a categoria de município e ao nome Quiterianópolis, esta terra passou por mudanças significativas e recebeu várias outras denominações.
Distrito criado com a denominação de Santa Quitéria, em 4 de abril de 1933, subordinado ao município de Independência;Em de dezembro de 1938, o distrito de Santa Quitéria passa a denominar-se Coutinho;Aos 21 de julho de 1963, o distrito de Coutinho é elevado a categoria de município, compreendendo os distritos de Coutinho e Algodões, ambos desmembrados de Independência. Mas, sem que a decisão legislativa se efetivasse, em de 14 de dezembro de 1965, Coutinho volta a ser anexado ao município de Independência, como simples distrito.Em 1985, a energia de Paulo Afonso chega a Vila Coutinho, o que aumenta as chances da vila se tornar cidade. 
Os esforços para a emancipação política de Coutinho se intensificaram com uma união forte dos vereadores Domingos Pedrosa, Zacarias Antunes de Freitas e Wilson Cláudio Bonfim.Esses parlamentares elaboraram um documento, colheram 501 assinaturas e continuaram a luta junto ao deputado Antônio Câmara.  Em 1986, o grupo preparou uma eleição em forma de plebiscito com nome “Diga Sim Quiterianópolis”. A eleição foi realizada dia 6 de outubro.
Em 15 de maio de 1987, a Assembléia Legislativa do Ceará decretou a emancipação política do município de Quiterianópolis, através do Decreto de Lei Nº. 11.330 publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), em 4 de Junho de 1987.
A História de Quiterianópolis nasce, se desenvolve e continua entrelaçada com a história da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, com a fé e a luta cotidiana do povo sertanejo.

Programação do Aniversário da Cidade – Dia 4 de junho (quinta-feira)
MANHÃ
7h Missa Solene em Ação de Graças na Igreja Matriz
8h Solenidade Cívica no Posto de Saúde do Alto Brilhante
– Apresentação do Hino Nacional tocado pela banda da Escola Roberto Antunes de Freitas (Sede)
– Apresentação do Hino do Município cantado pela monitora do Mais Educação, Ivonilde Oliveira, e acompanhado pela Banda de Percussão das Escolas de Santa Rita e Pombo.
– Palavra Oficial do prefeito Dr. Barreto e demais autoridades presentes
– Descerramento da Placa de Inauguração do Posto com visita às dependências da obra
– Apresentação da música de Luiz Gonzaga tocada por Robson Gomes e sua sanfona
– Apresentação Cultural do Programa Mais Cultura: Prática circence e humanística – Escola José Domingos da Silva (Besouro)
– Apresentação do projeto Ceará Cresce Brincando

NOITE – Em frente à Prefeitura
7h – Apresentação da Quadrilha Junina Mandacaru
22h – Show com Forró Real, Toca do Vale e Conexão do Forró

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Quiterianópolis
Por Cícero Lacerda

Últimas Notícias

Hospital Municipal de Parambu adquire...

O município de Parambu...


Controle de qualidade de água da...

O Ministério da Saúde...


Semana Universitária da Uece começa...

A Semana Universitária da...