Polícia Militar de Monsenhor Tabosa ganhará reforço de uma viatura e mais policiais

Nos próximos dias a segurança pública do município de Monsenhor Tabosa, ganhará reforço com uma viatura e mais policiais. O anúncio foi feito pelo Comandante do Policiamento do Interior (CPI/Norte), Coronel Júlio Rocha Aquino, durante visita à Monsenhor Tabosa, na última sexta-feira (22). A medida visa coibir ações de violência que vem crescendo no município.

O prefeito de Monsenhor Tabosa, Dr. Jeová Madeiro na companhia de alguns de seus assessores políticos e representantes da Polícia Militar do Estado do Ceará, concedeu entrevista na emissora local (Rádio Cidade FM), onde falou sobre a preocupação e o empenho da gestão municipal em buscar melhorias na área da segurança pública. Jeová destacou que a presença dos representantes da Polícia Militar em Monsenhor Tabosa mostra que a gestão tem se preocupado com o melhor para a população.

Coronel Júlio disse que só existe uma maneira de se educar de forma efetiva, é através do exemplo, não se pode acusar ninguém ou criticar quando não se tem postura e nem compromissos com o povo. Coronel Júlio esclareceu que dos 86 municípios pelos quais é responsável, a única cidade que chamou a Polícia Militar para discutir um projeto de segurança foi Monsenhor Tabosa. Foi à única que mesmo sabendo que a segurança é dever do estado, tomou a iniciativa de colaborar nesses termos agregando valores.

O Coronel lembrou que a segurança é direito do cidadão, entretanto é dever de todos, todos precisam colaborar, até mesmo os pais na educação dos filhos para que posteriormente não se torne delinquentes.

Também esteve presente durante a entrevista o tenente coronel Natanael Soares Cavalcante, do 7º BPM do município de Crateús; Subcomandante Lindon Johnsson, 7º BPM Crateús; Capitão Timóteo, comandante da 2ª CIA do 7 BPM; entre outros.
A proposta é que mais uma viatura seja entregue a Polícia Militar dentro de um mês, quanto ao aumento no efetivo policial, este passará de 3 para 5 policiais por turno, podendo chegar até a 7 ou 8 policiais. Os agentes da guarda Civil Municipal e sua respectiva viatura num sistema de parceria, irão fazer um “trabalho em conjunto com a Polícia Militar”. Outro ponto que ficou acordado é que o Sargento Rogério Freitas, que já havia trabalhado como comandante do destacamento policial de Monsenhor Tabosa e atualmente se encontrava em Ipú, irá retornar imediatamente para Monsenhor Tabosa.

Últimas Notícias

Pesquisa aponta que 61,4% da...

Com quase um mês que se...


Novo decreto proíbe eventos em locais...

O Decreto Estadual que entra...


MP Eleitoral requer regulação de...

Nesta sexta-feira (23), o...