Jovem Liderança e presidente do PR em Pedra Branca já fala em 2016

O jovem empresário e presidente do PR (Partido da República) de Pedra Branca, Jardel Cavalcante já se destaca em suas ações e desponta como jovem liderança e considera disputar cargo eletivo nas eleições municipais de 2016.

Jardel Caliope Cavalcante é natural de Pedra Branca, filho do Radialista e comerciante José Gilvan Lins Cavalcante e Maria Aldeir Caliope Cavalcante também comerciante, talvez por isso, ainda na infância revelou apurado tino empresarial que vem dos pais comerciantes.

Casado com a Professora e Bacharel em Direito Karla Virginie Cavalcante, com quem tem dois filhos, Luiza Gabrielle e Jardel Filho, além de Gabriel Cavalcante. Jardel é um jovem empresário do ramo de combustíveis e Diretor da Rádio FM Opção de Pedra Branca, onde através da rádio tem buscado atender no amparo social a população carente do município.

Jardel Cavalcante desde pequeno já demostrava interesse pela vida pública, vindo de uma família com grande tradição política, onde o avô, tios paternos dentre outros parentes exerceram vários mandatos políticos no município. Desde criança gostava de acompanhar seu pai nas atividades políticas, o acompanhando em reuniões e sempre participando de forma ativa nas campanhas eleitorais.

Em sua estação de rádio, a FM Opção, Jardel Cavalcante desenvolve um trabalho em prol da população pedrabranquense, através dela realiza ações no amparo social, tendo em vista se tratar de uma emissora que exerce caráter de utilidade pública.

“A Juventude tanto quanto a maturidade não podem ser vistas de maneira extrema como virtudes ou defeitos utilizadas de forma extremada como critério. A liderança jovem tem que encarar logo de primeira esse desafio. Passar serenidade e confiança nos momentos de crise e buscar ações de supera-las. É ai que vem duas competências importantes para o jovem, humildade e gestão de competências”, destacou Jardel.

Perguntado se sua entrada na política pedrabranquense não seria apenas ‘vaidade’, por ser um jovem em ascensão e podendo vir a confrontar políticos já de mandato há anos, o jovem Jardel responde que, “a vaidade mostra alguém focado em si mesmo, preocupado com sua imagem pessoal, transmitindo aos outros uma idéia, com o objetivo de ser admirado e aceito, mostrando com extravagância seus pontos positivos e escondendo seus pontos negativos. É por isso que o vaidoso não se desenvolve e não conquista o respeito de um grupo político, porque em geral, a partir do momento em que as pessoas percebam a vaidade, o efeito é exatamente o contrário, ou seja, rejeição. Me sinto e a maioria como eu se sente, antes de tudo e em especial para a juventude se interessar pela política, deve ser entendida como FUNÇÃO e não como POSIÇÃO ser político”.

Quando perguntando se a falta de experiência seria uma dificuldade a enfrentar com caciques da política pedrabranquense, respondeu: “A maturidade não é definida pela passagem por eventos tradicionais, tais como formar-se, casar-se, ter filhos, adquirir imóvel, empreender, etc. Mas pela mudança na personalidade e no comportamento” finalizou Jardel Cavalcante que disse estar preparado para os desafios futuros.

Últimas Notícias

Educação em Tauá emite comunicado...

Em comunicado emitido ontem,...


Após 40 dias internado, 27 deles na...

Na luta contra a Covid-19,...


Hospital de Campanha vai começar a ser...

Na manhã de hoje, 26, o...