Governo do Estado repassa R$ 87 milhões à Prefeitura de Fortaleza

Recursos recebidos irão para obras de infraestrutura, mobilidade e educação, segundo o prefeito

A primeira reunião entre a nova gestão municipal e o governo do Estado aconteceu ontem, no Palácio da Abolição Foto: Joselito Silveira
A Prefeitura Municipal de Fortaleza receberá do Governo do Estado do Ceará o valor de R$ 87 milhões para investimento nas obras de infraestrutura e mobilidade urbana e para a educação. O anúncio foi feito pelo prefeito Roberto Cláudio, na noite de ontem, após a primeira reunião entre os dois governos e o secretariado, realizada no Palácio da Abolição, que teve como objetivo apresentar as pautas de reivindicações da Prefeitura. Um novo encontro está marcado para a próxima quarta-feira (30).
Desse repasse, R$ 60 milhões serão destinados às obras de infraestrutura e mobilidade urbana para a Copa do Mundo de 2014, que, segundo o gestor municipal, é um grande motivo de preocupação atual, em virtude dos prazos e de erros iniciais de projetos que ocasionaram na sua administração um custo elevado demais para a conclusão dos trabalhos. “O governador se comprometeu em apoiar as obras, e isso será extremamente importante e significativo para que a Prefeitura de Fortaleza possa entregar todas as obras da Copa até junho de 2014”, disse.
As obras de mobilidade urbana do Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor) que não fazem parte da matriz da Copa do Mundo, por sua vez, receberão apoio da ordem de R$ 15 milhões, destinados especificamente a duas intervenções, uma na Avenida Engenheiro Santana Júnior com a Antônio Sales e outra na Engenheiro Santana Júnior com Padre Antônio Tomás. O objetivo, de acordo com Roberto Cláudio, é transformar os locais em um trecho expresso sem sinais.
“Esse valor é metade da contrapartida da Prefeitura de Fortaleza para poder viabilizar essas duas ações que são muito importantes, porque cortam a cidade no sentido norte-sul, em uma área de muito fluxo e trânsito na Capital”, destacou. Conforme ressaltou, as obras já estavam licitadas há alguns anos, no entanto, faltava dinheiro para a realização dos trabalhos. “Nós iremos resolver alguns problemas burocráticos rápidos, e eu quero, ainda neste primeiro trimestre, iniciar essas ações”.
Ainda sobre as intervenções, o prefeito de Fortaleza acrescentou que existe, também, a ideia da Autarquia Municipal de Trânsito de Fortaleza (AMC) realizar estudo de impacto de trânsito para retirar os dois semáforos que permanecerão na via após as obras, deixando-a expressa do seu início até o trecho onde fica o Fórum Clóvis Bevilaqua, na Washington Soares. “As ações do Governo do Estado em túneis já realizados e, agora, essas em andamento irão permitir que todo esse trecho, que é muito demandado por veículos, seja aliviado”, avalia.
As obras serão feitas, também, de forma planejada com as intervenções da Via Expressa, “preparando um plano de mobilidade, visando redução de impactos”, explicou o prefeito.

Educação

A terceira pauta em discussão tratou da educação pública, dita por Roberto Cláudio como prioridade. Neste caso, o repasse do Estado à Prefeitura será de R$ 12 milhões. O atual gestor municipal enfatizou a implantação das escolas de tempo integral, destacando que a ordem de serviço para a construção das quatro primeiras unidades, de um total de 48, será realizado ainda no primeiro trimestre deste ano. “Destas, 30 serão localizadas nas áreas mais pobres da cidade, que mais precisam de educação”.
Além disso, Roberto Cláudio acrescentou que 17 creches que estão em construção pelo Estado na Capital serão entregues à Prefeitura de Fortaleza.

RENATO BEZERRA

Últimas Notícias

QUIXADÁ/ELEIÇÕES 2020: Promotora...

A promotora da 6ª Zona...


Reaproximação de Lula e Ciro...

A iniciativa do governador...


Governo do Ceará vai enviar projeto de...

Criado durante a pandemia...


Onze municípios recebem recursos para...

A pedido do deputado federal...