Entrevista com a pré-candidata a prefeita de Tauá – Drª Patrícia Aguiar

Drª Patrícia Aguiar tem um currículo invejável, não somente na política tauaense, mas na política cearense. Entrou na política tauaense elegendo-se vereadora pela 1ª vez em 1992, logo depois disputou sua primeira eleição majoritária em Tauá, em 1996 não obtendo êxito. Disputou novamente em 2000, foi eleita com 13.536 votos e reeleita em 2004 com 16.518 votos, elegeu seu sucessor em 2008, o atual prefeito municipal de Tauá, Odilon Aguiar.
Drª Patrícia Aguiar é natural de Icó, advogada e casada com o Vice-Governador Domingos Filho, o casal tem dois filhos, entre qual citamos o Deputado Federal Domingos Neto, eleito o mais votado no Estado do Ceará, com mais de 246 mil votos em 2010.
Com sua experiência em gestão pública, tendo uma administração a sua época reconhecida entre as melhores do estado, foi convidada em 2009 a assumir a secretaria de Turismo da capital cearense, Fortaleza, onde se descompatibilizou fim de março, para que possa disputar as próximas eleições.
Patrícia Aguiar é competente, tem atitude, é experiente e tem vontade. Isso a fez gestora por 8 anos em Tauá e 3 anos em Fortaleza. O povo reconhece seu trabalho e isso a traz, mais uma vez, colocar sua capacidade e vontade de trabalhar em benefício dos mais humildes e carentes no município de Tauá.
Jornal Folha do Sertão – Drª Patrícia Aguiar, a senhora foi gestora por 8 anos do município de Tauá, teve sua administração reconhecida e eleita entre as melhores do Estado. Qual o diferencial em sua época quando prefeita de Tauá?
Patrícia Aguiar – Procurei atuar como Prefeita de Tauá adotando, dentro outros, os princípios de amor ao próximo, de planejamento coletivo, de bom senso administrativo e, sobretudo, de humildade. Abracei a causa de corpo e alma como missão de servir, de oferecer o melhor de mim para superar os enormes desafios que a natureza, as dificuldades econômicas e climáticas da região nos impunham. Tinha que eleger um conjunto de prioridades, ou melhor, definir as prioridades das prioridades, pois quase tudo era prioridade, para começar a atuar, fazer projetos, arranjar recursos para além da arrecadação municipal, isso em parceria com os governos Federal e Estadual, realizar e apresentar resultados. Organizei a seguinte estratégia, fundada em três eixos de atuação: planejamento coletivo, participativo e plural, permitindo a participação da sociedade civil em sua elaboração; definição de recursos orçamentários do orçamento próprio da Prefeitura Municipal, dos orçamentos da União e do Estado em projetos e programas que pudessem atender àquele planejamento; atuação administrativa e política para viabilizar os recursos e as parcerias com as instituições. Com isso conseguimos enfrentar vários problemas básicos que existiam, como elencarei, em síntese, a seguir:
1 – QUADRO DE PESSOAL: Organização de pessoal, realizando vários concursos públicos para provimento de cargos de carreira – do vigilante ao médico – tendo como referência o mérito para o ingresso no serviço publico e implantação de Planos de Cargos e Vencimentos;
2 – SAÚDE: Na atenção, implantação de todos os Programas de Saúde da Família – PSF’s na cidade e nos distritos, incluindo dentista, fonoaudiólogos e fisioterapeutas nas equipes – quando o programa na época só incluía médico e enfermeira; construção de unidades básicas de saúde nos distritos; instalação da farmácia municipal com distribuição direta e gratuita de medicamentos receitados; implantação da farmácia popular do Brasil; na atenção secundária e especializada de saúde, reforma e ampliação do Hospital Regional Dr. Alberto Feitosa Lima, implantação de várias especialidades médicas, criação do CISAB – Centro Especializado de Saúde Bucal, implantação do CAPS – Centro de Assistência Psico-Social, com médico psiquiatra e psicólogos, do NASF – Núcleo de Assistência a Saúde da Família – com educadores físicos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, dentre outros;
3 – EDUCAÇÃO: Universalização da oferta do ensino fundamental; nucleação de escolas distritais; seleção e eleição direta para diretores de escolas; reforma e ampliação de escolas; construção de novas escolas integradoras de nucleação; criação do CEMIT – Centro Municipal de Idiomas de Tauá, escolas de línguas com ensino público e gratuito – inglês e espanhol; implantação da educação especial para pessoas com necessidades especiais – surdos, mudos, deficientes visuais, etc; implantação de programas de erradicação do analfabetismo, em parceria com o Estado, implantação dos Núcleos de Ensino Médio na zona rural, dentre outros.
4 – ASSISTÊNCIA SOCIAL: Com a experiência que adquiri como Secretária Municipal de Assistência Social, e, portanto, o conhecimento pormenorizado dos desafiadores problemas que tínhamos que enfrentar para melhorar a atenção pública na definição de uma política de assistência integrada, cuidei de estimular os movimentos comunitários como orientadores e protagonistas da política pública de assistência, de modo a atuar, conjuntamente, o Plano Nacional e Assistência Social e a base de atenção dos programas, formando, assim, uma Rede de Proteção Social eficaz e compartilhada, com a definição de papéis da assistência, assegurando os direitos do cidadão e os deveres do Estado (União, Estado e Município), excluindo uma atuação meramente caritativa e impulsionando uma linha de trabalhar o combate aos indicadores de pobreza e vulnerabilidades das famílias, com definição de programas de habitação, de renda mínima, os Centros de Referencias de Assistência Sociais – CRAS, os Centros de Referência de Assistência Social Especializadas – CRÉS, qualificação de mão de obra, incentivo ao primeiro emprego; projetos especiais como, arte materna, menina moça, galinha caipira, escola de música, dentre outros.
5 – CULTURA: Realização de festivais nordestinos anuais de poetas e repentistas, reunindo os poetas regionais e os maiores do país como Ivanildo Vilanova, Oliveiras de Panelas, Rogério Meneses, entre outros; festivais municipais de quadrilhas juninas nas escolas; criação da Escola Municipal de Música com mais de quatrocentos alunos e oferta de cursos para vários instrumentos; apoio e estruturação de todas as festas religiosas do Município, com apresentações culturais, bandas locais, regionais e nacionais; reestruturação completa da Banda de Música Municipal com aquisição de instrumentos novos e fardamento;  realização do mapeamento cultural de Tauá, com identificação pormenorizada das inúmeras manifestações da cultura popular em todas as comunidades do município, com a localização geográfica dos rabequeiros, sanfoneiros, poetas, repentistas, cordelistas, violeiros, dentre outros, assim como os grupos de danças de São Gonçalo, de Quadrilhas de São João, etc; identificação da gastronomia local, das tradições alimentares e a cozinha típica dos diversos locais no município de Tauá;
6 – TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: Institui a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e Empreendedorismo para desenvolver o ambicioso Projeto Cidade Digital, de modo a que Tauá fosse a primeira cidade nordestina 100% digital e pudesse criar no município uma cultura de inclusão social, através da inclusão digital. Lembro-me que fui muito criticada à época pelos que não acreditavam que seria viável este projeto, entendendo que era uma miragem imaginar uma cidade no sertão do Ceará ser digital. Não me abati, ao contrario, estimulada pelo então Dep. Domingos Filho (que idealizou o projeto, para ser justa) fui ao Ministro das Comunicações, há época nosso Dep. Federal Eunício Oliveira e consegui aprovar tecnicamente no Ministério o Projeto como piloto para o país e liberar os recursos para sua implantação, sendo hoje referência nacional, o que nos rendeu o 1º lugar Nacional como Prefeito Empreendedor do SEBRAE, destacando o Município de Tauá como o mais destacado em inclusão digital do país. Deixamos a base pronta para o Projeto Municipal Digital, em que todos os distritos e comunidades recebem o sinal de internet e em que todas as escolas municipais dispõem de laboratórios digitais (76 escolas) na cidade e nos distritos, tornando Tauá o único município brasileiro com estes serviços, projeto este que será brevemente inaugurado pelo Prefeito Odilon Aguiar, a quem coube à missão e a oportunidade de implantar, dentre outros;
7 – INFRAESTRUTURA: Implantação de vários projetos estruturantes urbanos e rurais, como construção de pavimentação em paralelepípedo e asfalto em todos os bairros da cidade, sedes distritais e maiores comunidades de Tauá, implantação de moderno sistema de iluminação pública, construção de várias praças na cidade, sedes distritais e maiores comunidades, construção do Parque da Cidade Enéias Alves, eletrificação rural em parceria com os Governos Federal e Estadual, construção de passagens molhadas, construção da ponte sobre o Rio Trici, principal artéria integradora da cidade entre o Centro e o Bairro Tauazinho, estradas vicinais, mercados públicos – da agricultura familiar e centro de pequenos negócios para todo o mercado ambulante – estes concluídos na atual gestão, dentre outros;
8 – AGRICULTURA E PECUÁRIA: A segurança hídrica era e ainda é o grande desafio da nossa região, que tem em média 500 mm de precipitações ano. Buscamos parcerias com Universidades para orientar tecnicamente os caminhos e soluções a adotar. Fizemos uma parceria com a Universidade Federal do Ceará e a Universidade de Munique na Alemanha, através do Projeto Waves, para estudar e identificar as potencialidades hídricas e sustentáveis de Tauá, como clima, solo e potencial produtivo, o que, ao lado do Projeto Arizona, desenvolvido com a Universidade do Arizona nos Estados Unidos, com o mesmo objetivo, mais com tecnologias diferentes, orientaram a nossa gestão na aplicação de política de convivência com o semiárido e, assim, passamos a buscar opções para as fontes subterrâneas disponíveis e conseguimos no nosso governo perfurar e instalar em torno de 400 (quatrocentos) poços profundos e de aluvião no Município, sendo o maior projeto de perfuração continuada de poços em um único município no Nordeste, o que somente foi possível pela parceria firmada com o Governo Federal (DNOCS e FUNASA) e Governo Estadual (SOHIDRA); construção de 82 (oitenta e dois) sistemas de abastecimento de água nas comunidades rurais, permitindo uma cobertura em torno de 80% da população residente em comunidades rurais agrupadas; instalação de inúmeros sistemas simplificados de abastecimento de água (chafariz) nas menores comunidades em que resultava inviável o sistema de distribuição domiciliar; construção de mais de 3.000 (três mil) cisternas de placas para acumular água das chuvas destinada a consumo humano (água para beber e cozinhar); recuperação e melhoramento rotineiros das estradas vicinais; melhoramento genético do rebanho, estimulando a iniciativa privada (criadores) e firmando parceria com entidades públicas (Centec) e privadas (Cooperativas e Federações); realização de duas exposições anuais, a Expotauá – Exposição agropecuária (junho) e o FestBerro – Exposição específica de caprinos e ovinos, com realização de leilões nacionais – sediados em Tauá e transmitidos ao vivo pelo Canal do Boi ou TV Rural; espetáculos culturais nas exposições com os maiores show’s artísticos musicais do país, como Zezé de Camargo e Luciano, Bruno e Marrone, Leonardo, Netinho, Aviões do Forró, Garota Safada, dentre outros, todos públicos e gratuitos, dando oportunidade para que todas as pessoas, tauaenses e de todo o estado pudessem participar em iguais condições; implantação pioneira (à época) do programa Agente de Desenvolvimento Rural, permitindo uma atuação direta do município junto aos produtores e agricultores; implantação do programa de Reserva Estratégica de Alimentos, onde a Prefeitura Municipal adquiriu várias máquinas que colocava à disposição das associações de pequenos produtores para se fazer a reserva alimentar em silos; firmamos parceria com os Bancos do Nordeste e do Brasil para incrementar o processo de elaboração de projetos e liberação do Pronaf em todas as suas aplicações; apoio a associação de pescadores e a formação e organização da Colônia de Pescadores de Tauá, construção do centro de beneficiamento e distribuição do pescado, com aquisição de equipamentos para conservação (câmaras frigoríficas), processamento e transporte, dentre outros;
9 – ESPORTE: Implantação de programas transversais, integrados pelas Secretarias de Esporte, Saúde e Educação de modo a utilizar os equipamentos esportivos que implantamos nos bairros da cidade e em todos os distritos de Tauá, com a construção de ginásios poliesportivos no Bairro Aldeota, na Vila de Santa Teresa (distrito sede de Santa Teresa), na Vila de Santo Antonio de Carrapateiras (distrito sede de Carrapateiras), na Vila de Marruás (distrito sede de Marruás), na Vila de Vera Cruz (distrito sede de Inhamuns), na Vila de Marrecas (distrito sede de Marrecas), na Vila Joaquim Moreira (distrito de Marrecas), na Vila de Bom Jesus (distrito sede Barra Nova) e na comunidade de Massapê (distrito de Santa Teresa), estes últimos concluídos pela atual administração do Prefeito Odilon Aguiar, dentre outros;
J.F.S – O que a mais incentivou a trabalhar em sua época quando gestora e se novamente ocupar o cargo de prefeita municipal, o que faria de diferente?
Patrícia Aguiar – Trabalhei intensamente nos eixos de que tratei na pergunta anterior, com foco na infraestrutura física do município, nos programas e projetos públicos de políticas inclusivas, na tecnologia da informação e educação, na assistência social e saúde, na agricultura, pecuária e recursos hídricos, no esporte e na cultura, dentre outros, tendo como meta a melhor qualidade de vida das pessoas, objetivo principal do poder público, o que irei me preocupar em ampliar a oferta de serviços públicos e investimentos, se esta oportunidade me for novamente dada pelo povo de Tauá. Se novamente tiver o privilégio de administrar Tauá me dedicarei a implantar grandes projetos públicos inovadores em todas as áreas, criando o Conceito de Tauá Cidade Inteligente, ou seja, protagonista de desenvolvimento de todas as ações. Priorizaremos o desenvolvimento econômico em todas as esferas de atuação, desde a economia da agricultura familiar, a micro e pequena empresa, a média agricultura rural, e o fortalecimento e ampliação do pólo calçadista (que iniciou na minha gestão), implantação de um pólo de confecção, entre outros de intensiva oferta de mão de obra, para geração de empregos e trabalho, nosso maior desafio.
J.F.S – Sabemos que toda administração tem seus altos e baixos, é de maior agrado de uns e outros não, então perguntamos: O que a senhora em sua época quando prefeita teve problemas em administrar, mas que hoje mudaria em uma futura gestão?
Patrícia Aguiar – Tive o privilégio de deixar a administração com conceito de aprovação positiva superior a 88% o que me conforta por ter tido nosso trabalho reconhecido pelo povo tauaense em livre manifestação das pesquisas, aliás, o que se confirmou no resultado de todas as eleições seguintes ao nosso mandato, em que o nosso grupo, liderado pelo Vice-Governador Domingos Filho e pelo Dep. Federal Domingos Neto, sagrou-se amplamente vitorioso com todos os seus candidatos, como o Prefeito Odilon Aguiar e Júlio César em 2008, como o Governador Cid Gomes e Domingos Filho, Senadores Eunicio Oliveira e José Pimentel, Deputados Domingos Neto e Patrícia Sabóya em 2010, todos eleitos com as maiores maiorias já observadas em Tauá. Tive problemas de financiamento público de vários projetos planejados e de não conseguir firmar Convênios, nem com o Governo Federal e nem com o Governo Estadual, onde ambos eram do PSDB, sem nenhuma vinculação ou identidade política, o que me dificultou o acesso para receber ajuda de recursos mais expressivos. A partir de 2003, com a eleição do Presidente Lula os canais se abriram para uma maior relação institucional do Governo Federal com o Município de Tauá, o que também ocorreu com a eleição do Governador Cid Gomes em 2007, no Governo do Estado. Veja que na eleição do Lula eu já estava no terceiro ano do meu primeiro mandato, e na eleição do Cid no terceiro ano do meu segundo mandato. Deste modo, levando-se em conta que todos os primeiros anos de qualquer administração são de arrocho e planejamento, o Município de Tauá, sob a minha gestão, somente pôde ser mais amplamente atendido em basicamente um terço de sua gestão mais que, graças a Deus, foi muito bem atendido por ambos. Agora a realidade política é outra, muito mais animadora, visto que estaremos nos melhores momentos dos Governos da Presidenta Dilma e do Governador Cid, dos mandatos de apoios dos três Senadores da República, Eunicio Oliveira, José Pimentel e Inácio Arruda, dos Deputados Domingos Neto e Patrícia Sabóya, portanto, num momento auspicioso de busca de recursos para superação dos desafios.
J.F.S – Da secretaria de Turismo de Fortaleza, o que a senhora avaliou de proveitoso nesse período que lá esteve como gestora e pode ser ampliado para municípios menores, exemplo de Tauá?
Patrícia Aguiar – Que a política do Turismo não é – como equivocada ente muitos imaginam – a de Sol e Mar. A possibilidade de ter sido convidada pela Prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins para ocupar a Secretaria de Turismo de Fortaleza nos possibilitou conhecer e atuar em um outro importante vetor da economia, aliás um dos mais destacados da economia cearense e, sobretudo, de Fortaleza. A política Nacional do Turismo estimula todas as vocações turísticas presentes, praticamente em todos os municípios brasileiros e cearenses. Nós temos o turismo gastronômico, de aventura, religioso, científico, esportivo, comercial (compras, artesanato, dentre outros) facilmente explorado, de acordo com as vocações e infraestruturas locais, se houver uma política municipal neste sentido. Aliás, como Prefeita de Tauá, consegui incluir o Município como potencialmente turístico, criei – e fui muito criticada pelos adversários – a Secretaria Municipal de Turismo e com isso consegui inúmeros recursos para infraestrutura turística (praças, pavimentação, festivais, festas religiosas, festas comemorativas de datas especiais), dotações estas específicas no orçamento do Ministério do Turismo. Conseguimos realizar dois Workshop internacionais de turismo científico, trazendo os mais destacados cientistas mundiais para estudos específicos de inscrições rupestres, entre outros;
J.F.S – Qual dos dois cargos lhe exigiu mais de sua capacidade executiva?
Patrícia Aguiar – Sem nenhuma dúvida a Prefeitura de Tauá, por que a gente tem que atuar em todas as ações, da saúde a agricultura, da educação ao esporte, do meio ambiente a infraestrutura, enquanto na Secretaria de Turismo de Fortaleza trabalhei somente na política do turismo, embora muito desafiadora, haja vista ter que cuida da infraestrutura turística, da capacitação dos operadores turísticos (taxistas, comerciantes, ambulantes, garçons) para atender bem ao turista, da relação com o setor hoteleiro, de transporte etc.
J.F.S – A senhora tem em sua família experiência na política cearense, seu esposo, Domingos Filho, foi presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, participou ativamente em debates e foi de uma gestão inovadora na casa e atualmente é o Vice-Governador do Estado do Ceará, seu filho, Domingos Neto, o deputado Federal mais votado nas eleições de 2010 e bem avaliado por seu trabalho na Câmara Federal. Como à senhora avalia esse rendimento dos dois e o que lhe acrescenta esse vínculo em casa?
Patrícia Aguiar – Eu credito a vocação e ao alto espírito público, o extraordinário desempenho de ambos. Isso me anima e me estimula, pois tenho em casa um ambiente permanente de debates, projetos, sonhos e realizações, superando dificuldades e desafios. Nós nos apoiamos e nos estimulamos mutuamente e temos, também, a sensibilidade de nos controlar e nos corrigir naquilo que mereça correção. Tenho certeza que a presença deles vai contribuir extraordinariamente para, se assim for a vontade do povo e o desejo de Deus,  eu voltar a ser Prefeita da Princesa dos Inhamuns.
J.F.S – Hoje, a oposição tauaense diz esta unida em busca de um único candidato a representa-los, mas depois de 12 anos, podemos assim dizer, teremos 3 candidatos disputando o cargo majoritário em Tauá?
Patrícia Aguiar – Não creio. Acho que a oposição disputará com um único candidato e é assim que me preparo para disputar. Mais diz o Vice-Governador Domingos Filho – e eu acho que ele tem toda razão – que na definição das candidaturas e nas decisões da política a gente tem que se preocupar com os aliados, mantendo-os coesos e unidos tanto quanto possível. Os adversários a gente disputa, e sendo a vontade de Deus e do povo, vence.
J.F.S – Em 2013, a Câmara Municipal Tauaense contará com 15 vereadores (atualmente são 10), onde a maioria é de apoio à situação. Se prefeita novamente, contando com a minoria, isso dificultaria ou haveria um consenso entre o executivo e o legislativo?
Patrícia Aguiar – O nosso grupo dispõe hoje do apoio de todos os dez Vereadores, eleitos junto com o Prefeito Odilon Aguiar e Julio César, e a Câmara Municipal tem sido grande parceira do processo de desenvolvimento do Município, tanto nas minhas duas gestões, como na atual. Na minha visão o nosso grupo que conta com o apoio de 14 partidos políticos irá fazer novamente no mínimo doze ou treze Vereadores, o que assegura a qualquer gestão apoio suficiente para sustentação política no legislativo. Mas devo dizer que a maturidade política construída pelos tauaenses conduzirá sempre para uma ótima relação institucional entre os poderes Executivo e Legislativo independentemente da quantidade de Vereadores da base do candidato a prefeito vencedor, e independente até de ser eu ou outro. Tauá conseguiu avançar extraordinariamente no controle social das ações públicas pelo protagonismo salutar de sua gente, sempre e cada vez mais organizada em associações, sindicatos, clubes de serviço, provocando audiências públicas, debates abertos com todos os Poderes Municipais, portanto, este modelo fortalece o Parlamento e o Executivo, dinamiza e legitima as ações, pois são comumente copartilhadas, pois  planejadas e discutidas coletivamente.
J.F.S –  Tauá é um dos municípios que mais crescem em investimentos públicos e privados a nível de mesmo porte, perdendo apenas para cidades como Juazeiro e Sobral. Digamos que com a senhora voltando a administrar o município, haveria uma parceria de maior incentivo entre o poder público e o setor privado no município?
Patrícia Aguiar – O nosso grande desafio é estimular como já falei a economia, e isso só é possível com a indução pública e o investimento privado. Portanto vamos adotar uma ampla política de atração de investimentos nos diversos setores da economia com uma intensiva parceria com o setor privado.
J.F.S – Em nossa última pergunta, a senhora, caso eleita prefeita de Tauá, o tauaense pode contar com uma Patrícia Aguiar de que forma e o que de inovador podemos esperar para o querido Tauá?
Patrícia Aguiar – As minhas características pessoais não podem ser avaliadas por mim e não mudarão com o Poder. Já perdi uma eleição em 1996 e fui Prefeita de Tauá duas vezes (2001/2004 e 2005/2008), conhecendo portanto derrota e vitória. Soube reconhece com muita humildade ambas, a derrota, naturalmente mais dolorida, e as vitórias, naturalmente empolgantes. Dr. Domingos Aguiar (o Velho Guerreiro) meu sogro, nos ensinou que a humildade tem que ser inversamente proporcional ao poder, ou seja, quanto mais poder você tiver mais humilde deverá ser. Essa é a nossa escola, minha, do Vice-Governador Domingos Filho, do Vereador Marco Aurélio Aguiar e do Dep. Domingos Neto. Portanto, seja qual for o resultado, é essa a Patrícia que viverá com as pessoas. A minha gestão caracterizou-se, para além de alguns projetos importantes que a síntese desta entrevista me permitiu apresentar, pela inovação de conceitos, métodos e modelos e pela gestão de resultados. Poderia citar algumas inovações, como o Projeto Cidade Digital, a Ação Consorciada (execução pública compartilhada de ações entre a Prefeitura e as Associações, projeto modelo para inúmeras Prefeituras no Estado), Programa de Reserva Estratégica Animal, Programa Agentes Rurais (adotado pelo próprio Estado depois do modelo local), entre outros. Obrigado pelo espaço e vamos caminhar com a vontade de Deus e com a vontade do povo para fazer de nosso Tauá, uma cidade cada vez melhor para se viver.

Últimas Notícias

Falamansa lança single e clipe...

A Falamansa lança o single...


Obra de Cinema em Canindé recebe...

Nas décadas de 1970 e 1980,...


Cartel em postos de combustíveis é...

O Ministério Público do...