Entrevista com o pré-candidato a prefeito de Trairi, Dr. Noronha

 O município de Trairi poderá contar com qualidade e experiência na disputa eleitoral de 2012.

 O médico, Dr. Francisco José Ferreira Noronha, conhecido como Dr. Noronha (PMDB), tem ampla experiência em gerenciamento público, pois já foi prefeito do município de Parambu, aos 30 anos de idade, entre os anos de 89 a 92, tendo sido a sua época, um inovador.

Dr. Noronha, o 4º filho de nove irmãos, muito se orgulha de seus pais e de sua atividade profissional, e de servir ao povo como político. Seus pais, humilde casal que na década de 70 vivia da agricultura e pecuária, que com muita sensibilidade e coragem, enfrentando dificuldades, conseguiram formar os nove filhos, três dentistas, dois engenheiros civis, dois médicos, um veterinário e uma economista, porém, o único que se interessou e entrou para a política foi Dr. Noronha.

Considerado até pela oposição em sua terra natal como um bom prefeito, pois quando em sua época não existia emendas parlamentares, FUNDEB ou até mesmo o SUS para ajudar nas finanças municipais. Orgulha-se de ter construído o atual hospital do município com centro cirúrgico, centro obstétrico, laboratório e raios-X. E o que é mais importante, tudo isso com recursos municipais. Também implantou o programa agente de saúde, tendo doado 46 bicicletas para os agentes, reformou e construiu diversas escolas e 5 novos postos de saúde, ampliou o sistemas de saneamento básico, pavimentou e urbanizou diversos bairros, resolveu o problema de abastecimento d’água com adutoras e construção do açude Puiu, implantou eletrificação rural com mais de 100 kms de rede de distribuição, comprou uma  patrulha mecânica, contando com Patrol, Pá Mecânica, Trator de esteira, caçamba entre outros veículos. Por outro lado, valorizou o servidor público, mantendo rigorosamente em dia o pagamento de salários. Orgulha-se também, de ter  incentivado o pequeno comerciante e os pequenos produtores rurais, dando-lhes prioridade de aquisição de compras governamentais. Dr. Noronha ainda conta a seu favor o bom currículo de homem público, e nos apresenta documentos em que se comprova que  suas contas de gestão foram todas aprovadas sem nenhuma restrição, tanto  Tribunal de Contas dos Municípios como pela Câmara Municipal de Parambu.

Dr. Noronha é considerado por muitos em Trairi como uma pessoa carismática, humilde e de bom convívio, pessoa prestativa, como médico e político.

Jornal Folha do Sertão – Dr. Noronha, como o senhor, médico, filho de Parambu, já tendo sido prefeito de sua terra natal, com serviços prestado em diversos municípios, bem sucedido financeiramente, chegou a se interessar pela política de Trairi?

Dr. Noronha – Como se sabe, Trairi está vivendo uma crise de gestão, e de lideranças políticas. Por isso, com a nossa sensibilidade e trabalho na área da saúde, começamos a nos interessar pelo processo político, naturalmente, estimulados pelos cidadãos e cidadãs de bem, deste município. E é importante que se diga: na política se deve está para servir e não para ser servido.
J.F.S – O que o fez chegar e se domiciliar no município de Trairi
Dr. Noronha – Eu cheguei no dia 02 de janeiro de 2005. Naquela oportunidade, meu desejo era sair da política do Parambu, minha terra natal. Vim prestar serviços médicos no Hospital local e estou até hoje, onde prestei concurso para o cargo de médico ginecologista- obstetra. Fui diretor Clínico e técnico do Hospital por vários anos, e tenho hoje uma identidade muito grande com o povo do  município de Trairi, e digo mais,  você não escolhe a terra pra nascer, mas escolhe a terra pra trabalhar, amar e viver, e assim o fiz, escolhi o Trairi.
J.F.S – Mas o que o fez cogitar ser pré-candidato a prefeito do município de Trairi, município este que o senhor aprendeu e escolheu para trabalhar, amar e viver?
Dr. Noronha – Diante da fragilidade e da crise política que está passando o município de Trairi, senti a vontade e a necessidade de colaborar com esse povo tão sofrido, para que possam ter uma boa escolha, e de fazer um Trairi diferente.   O povo do Trairi é cativante, e me convocou. Como sempre fui um homem disposto aos desafios, coloquei meu nome à disposição para que o povo julgue, e tenha a oportunidade de fazer a melhor escolha de seu governante.

J.F.S – Hoje, além do povo de Trairi, quem são os seus principais parceiros? Digo isso, no âmbito do município, do  Estado, e no governo Federal, no sentido de que possa potencializar uma futura gestão no município?
Dr. Noronha – No que diz respeito a apoios, primeiro temos o apoio de Deus, que esse é Universal, depois vem o apoio do povo simples e humilde de Trairi, de varias lideranças comunitárias, da grande maioria dos comerciantes e dos pescadores do município, que carecem de políticas públicas de incentivo e estímulos a pequenos produtores, a prestadores de serviços, empresários da rede hoteleira e de pousadas. Em temos partidários, temos uma parceira com o PSC, PHS.
Temos o apoio do nosso senador e presidente do Partido no estado, Eunicio Oliveira e do grande deputado federal, vice-líder da bancada do PMDB no congresso, meu primo, Genecias Noronha.

J.F.S – Passando por áreas essenciais de grande importância para qualquer município, entre as quais citamos: a educação, a infra-estrutura e a saúde, o que o senhor como médico, pode nos falar sobre a saúde do município e de seus projetos futuro para Trairi?
Dr. Noronha – A saúde do município é um desafio muito grande para qualquer gestor público. não somente de Trairi, mas digo, de qualquer município brasileiro, pois é  uma área de custeio elevado, e de muita necessidade, principalmente, em municípios considerados de médio porte como é oTrairi, que possui em torno de 50 mil habitantes.
A saúde de Trairi se encontra em péssimas condições: A SAÚDE PRIMÁRIA, que é aquela saúde de PSF, se encontra com muita dificuldade, onde temos um município com perfil de 21 PSF’s, e só conta com 13 cadastrados.   No final do ano passado, somente dois estavam funcionando. E o que é pior, esses PSF’s, que deveriam funcionar durante 40h semanais, na realidade só funcionam 20 horas semanais. Em nosso projeto, temos a intenção de ampliação do número de equipes de PSF’s, através do concurso público, além da reestruturação das unidades existentes atualmente. O objetivo é dar uma coberura satisfatória à todas as comunidades do nosso Município.
No que diz respeito à SAÚDE SECUNDÁRIA, onde só acontece no Hospital municipal, o qual se encontra em péssimas condições, tanto na estrutura física, como em termos de equipamentos. Vale registrar que, essa unidade mista hospitalar foi projetada para atender uma população de 15 mil habitantes com capacidade de 28 leitos. Para se ter uma idéia, quando prefeito de Parambu, início dos anos 90, construi o Hospital municipal, com recursos próprios, com capacidade para 36 leitos. Nesse hospital implantei: centro cirúrgico, centro obstétrico laboratório, Raios-X, bem como serviço de fisioterapia, tendo dois  médicos de plantão por  24 horas.
Em Trairi, temos como mudar essa realidade, basta querer e ter vontade política para fazer.  Isso é questão de gerenciamento. Temos que construir um novo hospital. Para isso buscaremos parcerias com o governo estadual e federal para tornar esse projeto uma realidade.
J.F.S – No município, muito se fala em atraso de salários  em alguns setores da administração,  bem como na falta de pagamento a fornecedores. No seu caso, quando o senhor foi prefeito de Parambu, até hoje se orgulha de ter mantido o funcionalismo público e seus fornecedores em dia. O que o senhor acha de um município como Trairi, onde se tem mais receitas do que despesas, estar com essa inadimplência?
Dr. Noronha – No caso de Trairi, esses atrasos significam um caso de má gestão pública, pois quando se é superavitário, ou seja, quando se tem mais receitas do que despesas, e se tem, a priori, planejamento de gestão pública, não se justifica esse estado de coisas, com atrasos de pagamento de serviços essenciais e de fornecedores. Por exemplo, quando fui prefeito de Parambu, na época das “vacas magras” em matéria de recursos, fiz uma administração com planejamento, com organização e eficiência, pagando a todos os servidores públicos e fornecedores em dia, bem como fazendo o repasse do Duodécimo da Câmara Municipal, rigorosamente em dia.
J.F.S – Falando de profissionalização, falemos em esporte, onde o município de Trairi, que a partir de 2012 contará com uma equipe na 1ª Divisão do campeonato Cearense de Futebol. Futebol profissional é um esporte caro, e pelo que se viu, há poucos filhos de Trairi atuando na equipe profissional. Diante disso, como o senhor pretende fazer para desenvolver o esporte no Município?
Dr. Noronha – Como se sabe, futebol profissional no Brasil, não somente no Ceará, é um esporte caríssimo, o que significa dizer que, para manter uma equipe na elite do futebol estadual não é fácil, isso gera um grande investimento. Porém, é fundamental que se apóie o esporte em todas as modalidades desde a base, através de políticas sociais que dê suporte à formação do jovem abrindo perspectivas de crescimento e de desenvolvimento. Temos a consciência de que devemos apoiar o esporte não só na cidade, mas também nas comunidades rurais e distritais. Quanto ao apoio a equipe principal, iremos buscar apoio junto a iniciativa privada, junto as empresas, junto aos governos estadual e Federal, e o município por sua vez, envidará todos os esforços para apoiar da melhor forma possível para que se possa ter uma boa performance e se manter na 1ª Divisão.
J.F.S – Para encerrar, o que esperar do Dr. Noronha na questão de geração de emprego e renda no município, que carece de investimentos que possa gerar novos empregos. O senhor tem algum projeto, que traga novos investimentos, eficazes e geradores de emprego no município?
Dr. Noronha – A dificuldade de se gerar emprego e renda em Trairi, não é diferente de outros municípios de mesmo porte, mas com trabalho, com uma boa assessoria e vontade, podemos mudar a realidade vivida hoje em nosso Trairi. Isso é algo que temos de planejar, definir e trabalhar em consonância com a sociedade, descobrindo, estimulando e apoiando as vocações de cada comunidade.
Temos que criar uma política de atração de investimentos, para trazer indústrias de pequeno e médio porte, a exemplo de Maracanaú e Horizonte. Por outro lado, pretende-se criar parcerias com os segmentos que hoje operam no município, principalmente com a rede hoteleira, com o comércio, com as associações de pescadores, e outros segmentos da sociedade.
Obrigado pelo espaço cedido e espero que o que foi dito seja esclarecedor para os trairienses, e estarei pronto para alavancar o progresso e o desenvolvimento da cidade que escolhi para viver, morar, trabalhar e amar.
Vamos todos juntos, unidos, fazermos um Trairi diferente. Nós podemos!

Últimas Notícias

Prefeito Ecildo Filho e Reitor...

No dia em que o município...


SJ inaugura seu primeiro posto de...

Localizado no bairro José...


Governo do Ceará envia à Assembleia...

Uma das ações de grande...


Iniciada fase de coleta de dados e...

As equipes de fiscalização...